Ação de divulgação apresenta o Mapa Cultural de Pernambuco para público do FIG

Campanha itinerante percorre os palcos para mostrar a plataforma digital que reúne informações sobre agentes, espaços, eventos e projetos culturais

 

O Mapa Cultural de Pernambuco, plataforma digital colaborativa fruto de uma rede nacional criada pelo Ministério da Cultura com o Instituto TIM para a divulgação de iniciativas culturais, é objeto de uma campanha de divulgação durante o 29º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG). A iniciativa itinerante busca mostrar aos visitantes do FIG as várias maneiras de utilizar a página, seja para acessar informações ou para acrescentar conteúdo. A equipe envolvida na ideia está percorrendo os vários polos da festa para conversar com os frequentadores.

“Nosso objetivo é mostrar como o mapa funciona e qual o seu objetivo. Mesmo com a agitação do FIG, as pessoas estão se mostrando interessadas no tema e a aceitação está sendo bem legal. Vários visitantes, inclusive, já tinham cadastro no Mapa, mas muitas outras pessoas não tinham”, contou Valentine Herold, coordenadora do Mapa Cultural de Pernambuco, que apresentou a plataforma para o público na Praça da Palavra, nesta última segunda-feira (22).

 

A coordenadora do Mapa Cultural de Pernambuco, Valentine Herold, tem comandado as ações de divulgação da plataforma no FIG

A campanha já esteve também nos dois Dias de Seminário Arte Contemporânea em Debate e no Polo de Dança, no Sesc Garanhuns. Até o final do FIG vai passar ainda pela Casa dos Saberes e pelo Armazém de Negócios e Artesanato.

Sobre o Mapa Cultural – Lançado em 2017, o Mapa Cultural de Pernambuco nasceu a partir da articulação nacional do então Ministério da Cultura (Minc), com desenvolvimento do Instituto Tim. A plataforma é livre, gratuita e colaborativa e está mapeando as iniciativas culturais de todo o Estado. Atrelado à Secretaria da Cultura do Estado do Pernambuco e da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco, o objetivo da plataforma é traçar, em conjunto, o cenário cultural pernambucano, considerando e permitindo o acesso às informações sobre eventos, programas, espaços e agentes culturais.

O sistema pode ser alimentado tanto pela população em geral, que se cadastra como agente de cultura (individual ou coletivo) e pode divulgar suas próprias programações, como pelo Governo do Estado e municípios, que inserem informações sobre os equipamentos culturais, programações oficiais, editais de fomento, entre outras ações.

“Além de toda a proposta de construção desse mapeamento, a plataforma vem acolhendo os lançamentos e as inscrições de editais da Secretaria de Cultura e da Fundarpe. Neste FIG, por exemplo, realizamos o lançamento do Prêmio Palhaço Cascudo de Artes Circenses. Mais recentemente, tivemos o Prêmio Ariano Suassuna e até a própria convocatória de ocupação de espaços de literatura e artesanato para a Praça da Palavra e o Pavilhão”, destacou Valentine.

 

Fonte:

http://www.cultura.pe.gov.br/canal/fig2019/acao-de-divulgacao-apresenta-o-mapa-cultural-de-pernambuco-para-publico-do-fig/

 

Programação:

André Silva

2019-07-24T08:58:44+00:00 julho 24th, 2019|Notícias|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário