Bom Jardim e seus encantos – Maria Carolina do Nascimento Silva

Assim é meu Bom Jardim.

Tem arte de todo tipo,

Um paraíso sem fim.

Essa riqueza de cultura

Está em você e em mim.

 

A cultura está na rua,

Está em todo lugar,

E por este Bom Jardim,

Todos podem encontrar.

Em pelo menos uma área

Você irá se identificar.

 

Tem belos pontos turísticos,

Que devem ser preservados

Pois são nossos patrimônios,

São belíssimos legados

Que nos foram transmitidos

Por nossos antepassados.

 

O mais famoso entre eles

É Pedra do Navio,

Uma formação rochosa,

Que igual nunca existiu,

É nosso cartão postal,

Algo assim jamis se viu.

 

A Cachoeira de Paquevira,

Demonstra sua pureza,

Com a sua queda d’água.

Que embeleza a natureza,

Entre árvores se esconde

Um encanto, essa riqueza.

 

Já a Pedra do Caboclo,

Uma curiosidade natural.

Pois nela pode-se achar.

Algo de muito especial.

Suas rústicas pinturas,

É seu grande diferente.

 

Também a Gruta de Lourdes,

É algo muito encantador.

Usada como uma capela,

Ela é a casa do Senhor.

Um lugar para oração,

De formosura e esplendor.

 

A matriz de Sant’Ana

É um tesouro de cultura,

Tem magnífica história

E perfeita arquitetura.

Guarda em si belas imagens,

Em sua linda estrutura.

 

Nossa cidade é repleta

De antigos casarões,

Porém, hoje as pessoas,

Destroem essa construções,

Para que se possa erguer,

Modernas edificações.

 

Por ser a Terra da Música,

Nossa cidade é famosa,

E tem bandas excelentes,

Com músicas harmoniosas.

O Grêmio Lítero Musical,

Uma bastante gloriosa.

 

Essa banda bonjardinense

Muitos prêmios, conquistou.

Toda nossa população

Orgulhosa ela deixou.

E por esse grande prestígio,

Todo o povo comemorou.

 

A dança dos caboclinhos,

Também é excepcional,

Num ritmo organizado,

Com seu papel, cada qual.

São muito bem enfeitados.

É um grande bem cultural.

 

Também o Rio Tracunhaém,

Que corta nossa cidade.

É um importante bem,

De toda comunidade.

Ele deve ser preservado,

Mas está uma calamidade.

 

Todos nós sabemos que

Cuidar dele é nosso dever.

Ele precisa de atenção,

Não vamos deixar padecer.

E com ele bem limpinho

Linda paisagem, iremos ter.

 

O Pau-D’arco, nosso símbolo,

Árvore de muita beleza,

Que para nós já é rara,

Assim, temos a certeza:

Se não cuidar e preservar,

Perderemos essa riqueza.

 

Em frente a nossa Matriz,

Na Praça Barão Lucena.

Existiu um obelisco

Dotado de beleza extrema,

Palco de admirações,

Lindo tal qual açucena.

 

Há belíssimos engenhos

Em nossa querida cidade.

São ao todo sete dele

Em toda comunidade,

O Boa esperança e o Palmas.

Lindos como uma divindade.

 

Todos esses engenhos

Precisam ser bem cuidados,

São patrimônios históricos

E devem ser preservados.

São como uma herança,

Que para nós foram deixados.

 

No nosso município

Todos podem admirar,

Exemplos de cultura e arte,

Rodeando-nos em todo lugar.

Alguns muito conhecidos,

Todos dão o que falar.

 

A festa de São Sebastião

É tradição da cidade.

Surgiu de uma promessa

Toda essa festividade,

Pela cura que uma peste,

Que atacou a sociedade.

 

O cinema do Bom Jardim,

Por um tempo desativado.

Mas com força de vontade,

Pôde ser revitalizado,

Hoje é O Centro Cultural

E em fim é preservado.

 

Em Bom Jardim há pessoas,

Com histórias sem igual,

Escritores, poetas, músicos,

Com sua vida especial.

Deixaram para a cidade

Uma marca individual.

 

O ilustre Levino Ferreira,

Um grande mestre do frevo,

Tem marchinhas bem famosas,

Falar dele, à vocês, devo.

E talvez, eu nem mereça,

Mas com orgulho escrevo.

 

Temos artistas famosos,

Em todo e qualquer setor,

O Mário Souto Maior,

Um exímio, Dodó Félix,

Por escrever têm grande amor.

 

Gastronomia também é

Cultura e tradição

E a Terra do Abacaxi,

Não ia nos deixar na mão.

Tem pratos esplendorosos,

Da baba cair ao chão.

 

Fora os pratos de abacaxi,

Há os doces da Dona Lica,

Os melhores da cidade,

Com isso ninguém implica.

Feitos com coco e banana,

Um sabor que não se explica.

 

 

Quem confeitava castanha,

Melhor do que qualquer um,

Gostosa como a dela,

Não se acha em lugar nenhum.

Era a Dona Ambrosina,

Mulher humilde, comum.

 

Falando de artesanato,

Em frente ao Varonil,

Morava Dona Zezé,

Que ao Bom Jardim serviu,

Com sua renda de Birro,

Encantou a quem a viu.

 

Cabe à população,

Nossa história preservar.

O gosto pela cultural,

É muito fácil despertar.

Para que nosso legado,

Possamos aproveitar.

 

Espero ter repassado,

Para vocês cidadãos,

Que devemos da cultura

Cuidar com dedicação.

É muito bonito falar,

Mas vamos pôr em ação.

 

 

Biografia

A jovem Maria Carolina do Nascimento Silva, 16 anos. Filha de José Pereira da Silva e Maria Lucia do Nascimento Silva, nasceu em 1997. Reside na Encruzilhada de Bom Jardim – PE.

Seus pais sempre se esforçaram ao máximo para dar uma boa educação a ela e seu irmãos Gustavo José, 19 anos e Lucas Vinícius, 10. Iniciou seus estudos na escola Maria Farias de Albuquerque no ano de 2003, destacando-se sempre pelas notas tanto em avaliações internas quanto externas e também pelo excelente comportamento. Mas só no fundamental II na Escola 19 de Julho demonstrou seu talento nato para a literatura em apresentações escolares, encantando a todos com tamanha dedicação aos estudos e o modo de como brincava com as palavras em seus cordéis e poemas.

Logo no Ensino médio na EREM Dr. Mota Silveira seu talento literário pode ser explorado, aprimorado e por que não dizer lapidado, chegando a ganhar o 1º lugar na categoria Ensino Médio no primeiro FestCordel de Bom Jardim datado no ano de 2013. Descobriu a magia dos números sendo premiada três vezes com menção honrosa na OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas). Tornando-se assim uma aluna completamente realizada por poder representar as letras e os números e assim e mostrar seu talento em varias áreas do conhecimento.

E neste ano corrente, 2014, ingressou na UPE para cursar Licenciatura em Matemática.

 

 

 

 

 

2018-11-01T11:26:03+00:00 novembro 8th, 2018|Cordel|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário