“Coquetel Malakoff: Ocupação Gráfica Lenta” expõe gravuras artesanais no Recife Antigo

Exposição ficará aberta ao público de 11 de agosto a 22 de setembro, com produções do coletivo recifense de artistas e contará com participação de ateliês de Lisboa e Fortaleza

 

Divulgação

Gravura por Bia Melo

A Torre Malakoff, equipamento cultural gerenciado pela Secult-PE/Fundarpe, sediará nos próximos dias uma exposição que mostrará aos visitantes do espaço a produção de um dos mais relevantes coletivos de artistas do Recife. “Coquetel Malakoff: Ocupação Gráfica Lenta” vai mostrar peças do grupo que há cinco anos se dedica à produção e ensino da arte da gravura artesanal, em uma mostra que começa no dia 11 de agosto e segue até 22 de setembro. Além deles, participarão os ateliês Contraprova, de Lisboa, e o Grupo Matrix, de Fortaleza com HidroGráficas, conjunto de peças inspiradas nos rios que cortam suas respectivas cidades (o Tejo, em Portugal, e o Cocó, no Nordeste brasileiro). Na abertura, que acontecerá no próximo domingo (11), às 16h, haverá performance com Beta Ferralc, artista integrante do coletivo recifense, interpretando trecho do livro “Diário Diagonal”, de Valdir Oliveira.

Ao todo, serão pelo menos 250 peças expostas na ocupação. O número de artistas envolvidos no processo ultrapassa 50. “A ocupação abre a temporada de exposições da Malakoff. Pensamos no coletivo porque são tempos de resistência e esses artistas representam isso, no período tão adverso que estão vivendo. São muitas vozes se colocando a partir das gravuras e estamos muito felizes em receber essa exposição”, afirmou Conceição Santos, gestora da Torre Malakoff.

 

Divulgação

Gravura por Regina Carvalho

 

Segunda ela, o coletivo passou um período trabalhando na própria torre, interagindo com o espaço. “Essa possibilidade dos artistas conviverem com o ambiente e produzir no lugar onde vão expor é muito interessante para eles e para o nosso espaço”, declarou.

A principal técnica utilizada pela Gráfica Lenta é a linogravura (ou linoleogravura), que utiliza o linóleo para gravar as criações na superfície final, desde camisas a muros, passando por papel e outros materiais. Sintonizados com a evolução que as gravuras têm tido nas últimas décadas, o coletivo investe também em desenhos leves, coloridos, fluidos, dialogando com as ilustrações digitais. Embora esteja claro que cada artista possui seu estilo independente, as gravuras do coletivo formam um conjunto potente, alegre e coeso.

 

Divulgação

Gravura por Beta Ferralc

Segundo a descrição feita pela própria Gráfica Lenta: “fazer gravura hoje é resistir. Preservar a felicidade de cascavilhar a própria alma, com as mãos, os dedos, quieto, e provocar nos outros esta desaceleração. Desconectado do fluxo da eletricidade, das imagens acesas”.

Assinam as peças expostas na Ocupação na Torre Malakoff: Beta Ferralc, Bia Melo, Cecília Araújo, Chia Beloto, Cleto Campos, David Shamá, Eduardo Montenegro, Fernando Duarte, Greg Vieira, Hke Koblitz, Ianah Maia, Igor Burgos, Irma Brown, Isabela Stampanoni, Joana Liberal, Lourenço Gouveia, Luciana Costa Mendes, Ro Cabral, Maria Eduarda Belém, Marie Carangie, Marilia Cantuária, Maurício Castro, Maurício Silva, Moa Lago, Paulo do Amparo, Regina Carvalho, Ricardo Melo, Rinaldo Silva, Ronaldo Fonseca, Sabra Carvalho, Soraya Albuquerque, Vi Marques.

Serviço
Coquetel Malakoff: Ocupação Gráfica Lenta
Visitação: de 11 de agosto a 22 de setembro
Horários: terça a sexta, das 10h às 17h; sábado das 15h às 18h; e domingo das 15h às 20h
Torre Malakoff (Praça do Arsenal, Bairro do Recife)
Entrada gratuita

 

Fonte:

http://www.cultura.pe.gov.br/canal/espacosculturais/coquetel-malakoff-ocupacao-grafica-lenta-expoe-gravuras-artesanais-no-recife-antigo/

 

Programação:

André Silva

2019-08-09T08:02:04+00:00 agosto 9th, 2019|Notícias|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário