Escola Sagrado Coração, em Olinda, recebe evento sobre a mulher negra na cultura

Promovido pela Secretaria da Mulher de Pernambuco, evento é aberto ao público e será realizado nesta quinta-feira (28), a partir das 14h, com entrada aberta ao público, no auditório da Escola Pública Municipal Sagrado Coração de Jesus, em Amaro Branco

Um dos grupos que se apresentam durante o encontro é o Kanteatro

Em alusão a duas datas importantes deste mês de março: Dia Internacional da Mulher (8) e Dia Pela Eliminação da Discriminação Racial (21), o Auditório da Escola Pública Municipal Sagrado Coração de Jesus, em Amaro Branco, Olinda, recebe o evento “A mulher negra na cultura: o artivismo como estratégia de resistência”. O encontro será realizado nesta quinta-feira (28), a partir das 14h, com entrada aberta ao público.

A atividade tem como objetivo valorizar a luta da mulher negra no seu cotidiano, e na sua programação estão confirmadas apresentações culturais, palestra, recital de poesia, roda de diálogo e lançamento de livro, entre outros.

O evento é uma realização do Comitê das Mulheres Negras Metropolitanas e da Gerência de Fortalecimento Sociopolítico para as Mulheres da Secretaria da Mulher de Pernambuco, em parceria com a Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial da Secretaria Executiva da Mulher e de Direitos Humanos de Olinda.

Serviço
A mulher negra na cultura: o artivismo como estratégia de resistência
Quinta (28) | 14h
Escola Pública Municipal Sagrado Coração de Jesus (Rua Frei Afonso Maria, 199, Amaro Branco, Olinda-PE)
Gratuito
Mais informações: 3183.2975

Confira a programação:

14h – Mesa de abertura:
Secretária da Mulher de Pernambuco, Silvia Cordeiro;
Secretária Executiva da Mulher e de Direitos Humanos de Olinda, Verônica Brayner;
Coordenadora do Comitê das Mulheres Negras Metropolitanas, Edileusa Silva.
14h30 – Apresentação do Grupo Kanteatro
14h50 – Recital de poesias, rimas de rap e lançamento do livro Terra Preta
15h20 – Roda de diálogo:
Mazarelo Rodrigues: pedagoga, gestora pedagógica do EMTI Sagrado Coração de Jesus e coordenadora do grupo Kanteatro.
Joy Tamires – poetisa, escritora, autora do livro Terra Preta e integrante do Coletivo Periféricas.
Odailta Alves – poetisa, escritora, autora do Livro Clamor Negro, produtora cultural e representante do Comitê das Mulheres Negras Metropolitadas.
Adelaide Santos – poetisa, rapper, integrante do Femigang
16h40 – Debate
17h30 – Encerramento

 

 

 

Fonte: http://www.cultura.pe.gov.br

2019-03-27T09:36:38+00:00 março 27th, 2019|Notícias|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário