Lembrança de Frei Damião – Genaro Vieira

 

Para fazer essa história

O meu pensamento é ligeiro

Confio muito no Salvador

Por ser um Deus verdadeiro

Frei Damião é o Santo do nordeste

Padre Cícero o Santo de Juazeiro

 

Frei Damião era inteligente

Falo com toda convicção

Ele recebeu um título

46 anos de peregrinação

De cidadão pernambucano

Foi grande a sua emoção

 

Para mim são dois Santos

Deles sou romeiro de coração

O primeiro todos conhecem

É o Padre Cícero Romão

O segundo Genaro é devoto

Do Frade Frei Damião

 

Essa história meus amigos

Eu tirei da minha imaginação

A lembrança desse servo de Deus

Guardo como recordação

Eu considero como um santo

E nunca mudo de opinião

 

Ele teve em Bom Jardim

Fazendo a sua peregrinação

Só você vendo para crer

Era grande a multidão

Todos corriam para pegar e beijar

Na mão de Frei Damião

 

Agora neste momento

Sentindo tristeza e aflição

Irei contar a sua morte

Peço que preste atenção

Fiquei pensativo e triste

Com a morte de Frei Damião

 

Foi internado duas vezes

para ver se a doença curava

O sofrimento era grande

Não sei como ele aguentava

Com o passar do tempo

Seu estado de saúde piorava

 

Ele não resistiu a doença

O organismo ficou paralisado

Quando recebemos a notícia

Da sua morte ficamos chocados

Deus disse << quero Frei Damião

Para sempre ao meu lado >>.

 

Meus prezados amigos

Escute e leia com atenção

Quando me lembro dessa morte

Fico pensativo e sem ação

Essa data 31/05 de 1997

Foi a morte de Frei Damião

 

Frei Damião de Bozano

Muita falta ele nos faz

Falo com sinceridade

Saudade agente sente demais

Já fazem 14 anos que Frei Damião

Partiu para casa do Pai

 

Ele é um servo de Deus

Amigos acreditem em mim

Na terra sempre fez o bem

Sua vida sempre foi assim

Companheiros Frei Damião

Participou das missões em Bom Jardim

 

Foi no tempo do Padre Antônio

Sempre procuro lembrar

Só você vendo a romaria

Fazia gosto agente participar

Frei Damião era professor

Na arte de evangelizar.

 

Tenho certeza absoluta

Como ele ganhou a salvação

Ele é um Deus poderoso

Criador de toda nação

Irei contar neste momento

Os milagres de Frei Damião

 

Seus milagres foram bonitos

Podem acreditar em mim

Sou devoto de Frei Damião

Serei fiel a ele até o fim

O primeiro que ele realizou

Foi na cidade de Bom Jardim

 

Saiu uma grande romaria

Melhor dizendo uma procissão

Eu não estou inventando

Só você vendo a multidão

Este milagre foi realizado

Na antiga rua da estação

 

Ele estava a deixar a cidade

Quando ouviu alguém falar

Olharam para o céu dizendo

Um temporal vai desabar

Os fiéis queriam correr

para não se molhar

 

Ele disse não sai ninguém

Esta chuva vai parar

Ele ainda falou para os fiéis

Para o Salvador eu vou orar

Fez um gesto com a mão

E a chuva começou a se espalhar

 

Em Bom Jardim com certeza

Ele tinha cadeira cativa

A memória deste santo

Para mim continua viva

Naquele tempo meus amigos

Ainda continuava na ativa

 

Outro milagre interessante

Que admirou o povo em geral

Quando ele veio ao mundo

Pregou o bem e não o mal

Este milagre teria acontecido

Na Paraíba cidade de Pombal

 

Para pregar o evangelho

Deus lhe deu esta sina

Meus amigos a sua pregação

Na realidade era divina

Ao viajar para aquela cidade

No caminho o carro faltou gasolina

 

E agora o que vamos fazer

O motorista lhe perguntou

Coloque água no tanque

Frei Damião assim falou

Ele respondeu e o carro pega

Calado estava calado ficou

 

Colocar água no tanque

Ninguém na hora acreditou

Frei Damião como é santo

De novo lhe ordenou

Experimente, ele insistiu

Ele obedeceu e o carro pegou

 

Quando chegou ao seu destino

Frei Damião começou a falar

Dizendo quando eu disser uma coisa

Você procure me escutar

Agora coloque gasolina

Com água não vai mais andar

 

No coração de Frei Damião

Só existia alegria e bondade

Com a partida desse santo

Ficou de luto a nossa cidade

De minha parte eu afirmo

De frei Damião só me resta saudade

 

A morte de Frei Damião

Não sai mais da minha mente 

Com certeza a lembrança dele 

Para nós ficará eternamente 

No lugar aonde ele chegava 

Os fieis ficava feliz e contente

 

O povo de Bom Jardim

Sentiu muita esta separação

Amigos na realidade 

Todos amavam Frei Damião

Ela partiu deixando tristeza

Saudade e muita recordação

 

Ele já devia ser santo 

Falo com a maior honestidade 

Porque no seu ensinamento 

Falava somente a verdade

Hoje Frei Damião se acha 

Morando na eternidade 

 

Ele pregava o Evangelho 

Com carinho e muito amor 

Eu mesmo de minha parte 

A ele sempre dei valor 

Frei Damião por ser um santo

Jesus Cristo lhe chamou

 

Falo para certas pessoas 

Cuidado quando for falar 

Com o santo Frei Damião 

A pessoa não deve brincar 

Quem fala mal dele 

Pode se prejudicar 

 

Se você leu essa história 

Você prestou bem atenção

Foi um assunto importante

Esta é a minha opinião 

No próximo folheto sai 

A história de Padre Cícero Romão

 

Os amigos que me ajudaram 

A vocês muito obrigado 

Ao companheiro Vam do Galego 

Jotinha Miguel e Geraldo 

Ao meu amigo Luciano 

Toinho de Lauro e Pintado

 

Mais uma vez a todos 

O Genaro quer agradecer 

Se não fosse os amigos 

Esse folheto não podia fazer 

Eu quero deixar bem claro 

Este folheto não é para vender

 

 

BIOGRAFIA 

Genaro Vieira da Silva 

 

Natural de Bom Jardim, nascido em 09 de julho de 1936, filho de Vitalina Vieira dos Santos e Antônio Vieira da Silva, Genaro estudou até o 5º ano primário. Deste muito jovem, despertou o interesse pela literatura de cordel motivado por sua mãe. Escreveu dezenas de versos  sobre os mais variados temas, fenômenos e personagens com uma linguagem simples e matuta, marcas que o identifica. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2019-02-26T09:45:34+00:00 setembro 20th, 2018|Cordel|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário