Sambada de Coco anima o feriadão na Ilha de Itamaracá

Coco na Ilha promove intercâmbio entre mestres e grupos da região

Neste sábado, 13 de outubro, o Coletivo Pedra Que Canta promove mais uma Sambada Coco na Ilha. A programação, que reúne diversos grupos da cultura popula pernambucana, terá inicio às 16h, à beira-mar da Praia do Pilar, na Colônia dos Pescadores de Itamaracá.

Divulgação

Coco na Ilha

Motivados pelo tema “Nas Resistências Colaborativas”,  apresentam-se Mestre Beto Santos e Coco Pé no Chão (Olinda), Mestre Allysson Velez e Coco do Seu Benedito (Recife), Menestréis Cantador (Olinda), Coco do Gavião (Recife), Coco da Conceição (Paulista), e o projeto Nossa Cultura Tem Som (Itamaracá) formado por alunos de escolas públicas que resgata e difunde as composições das mestras Lia de Itamaracá, Totinha e Anjinha do Coco.

Ocupando ainda mais o espaço público com expressões de artistas independentes, acontece também a exposição”Nosso Silêncio Grita”, de Iza Andrade (Recife), que mescla a estética simétrica e a espiritualidade de mandalas com o discurso potente da luta feminista, evidenciando o silenciamento que as mulheres negras ainda sobre no cenário artístico.

Divulgação
Exposição de Iza Andrade também integra a edição do projeto

 

Sambada Coco na Ilha

Realizada de forma colaborativa pelo Coletivo Pedra Que Canta, o objetivo do projeto é manter viva a brincadeira e resgatar os encontros de coco de roda em Itamaracá.  Além de promover intercâmbio entre artistas da região e expressões de artes integradas, a Sambada valoriza ainda os projetos culturais e sociais do município.

SERVIÇO

Sambada Coco na Ilha – outubro 2018

“Nas Resistências Colaborativas”
Mestre Beto Santos e Coco Pé no Chão (Olinda) |Mestre Allysson Velez e Coco do Seu Benedito (Recife) |Menestreis Cantador (Olinda) | Coco do Gavião (Recife) | Coco da Conceição (Paulista) | Nossa Cultura Tem Som (Itamaracá)
+ Exposição: “Nosso Silêncio Grita” de Iza Andrade (Recife)

Sábado,  13 de outubro
Colônia dos Pescadores de Itamaracá, à beira-mar da Praia do Pilar
Das 16h às 21h

 

 

Fonte: http://www.cultura.pe.gov.br

2018-10-12T12:18:16+00:00 outubro 12th, 2018|Notícias|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário