Suelany Ribeiro lança ‘À sombra do imbondeiro’ no Sebo Casa Azul

Fruto da última edição da Bolsa de Fomento à Literatura, lançada em 2015 pelo antigo Ministério da Cultura, a obra narra histórias de personagens africanas e afro-brasileiras em Pernambuco do século XVII até os dias atuais

O baobá da Praça da República, no Recife, se transforma no narrador de todos os 16 contos e prólogo, enquanto a capital pernambucana vira o cenário para as personagens da obra

A escritora pernambucana Suelany Ribeiro lança pela Editora Castanha Mecânica, nesta próxima sexta-feira (25), seu livro de contos À sombra do imbondeiro. Fruto da última edição da Bolsa de Fomento à Literatura, lançada em 2015 pelo extinto Ministério da Cultura, a obra narra histórias de personagens africanas e afro-brasileiras em Pernambuco do século XVII até os dias atuais. O lançamento será no Sebo Casa Azul, em Olinda, às 21h08, com entrada gratuita.

No livro, o baobá da Praça da República, no Recife, se transforma no narrador de todos os 16 contos e prólogo, enquanto a capital pernambucana vira o cenário para as personagens da obra. “Recife é a capital brasileira que possui mais de cem espécies catalogadas e é na área urbana que se encontram os mais famosos imbondeiros. Encantamo-nos, particularmente, por um deles, talvez o mais antigo de todos: o baobá situado na Praça da República, na região metropolitana, é a nossa fonte de inspiração para este livro de contos”, diz a autora no prefácio do livro.

Lançada pela última vez em 2015, a Bolsa de Fomento à Literatura tinha a proposta de fomentar, por meio de concessão de bolsas, agentes culturais que atuam no campo da literatura. “Esse foi o último edital lançado pelo MinC. Para participar, inscrevi um projeto sobre um livro que contasse a história de negros que viveram no Recife do século XVII até o XXI. Na época eu só tinha quatro contos prontos, e, depois que ele foi aprovado pela comissão julgadora, recebi seis meses de bolsa para a produção final”.

Suelany Ribeiro Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literaturas africanas em língua portuguesa, atuando nos seguintes temas: literatura infantojuvenil, memória, tradição, oralidade e estudos pós-coloniais

“Como sou professora e trabalho nessa área da pesquisa sobre literaturas africanas em língua portuguesa, já vinha num processo de imersão no tema. Durante a criação do livro, coincindiu com a época em que eu estava desenvolvendo minha tese do Doutorado, uma pesquisa sobre a memória e a palavra nos romances de Mia Couto. Eu sentia falta de registros sobre nossa memória neste sentido. Durante a elaboração dos contos, fiquei três meses imersa nesse processo”, detalha Suelany Ribeiro.

Suelany conta que procurou a Castanha Mecânica para lançar o livro quando já tinha o projeto aprovado e os contos em desenvolvimento,. “Conheço o Fred Caju há muito tempo e considero a proposta da editora bastante interessante porque tenho afinidades com a proposta da publicação independente”. A capa é assinada por Eduardo Sales, enquanto a revisão por Ana Paula Andrade e Joelma Santos.

Suelany Ribeiro é doutora em Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Pernambuco, mestre em Literatura e Cultura pela Universidade Federal da Paraíba e graduada em Letras-Inglês pela Fundação de Ensino Superior de Olinda (FUNESO). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literaturas africanas em língua portuguesa, atuando nos seguintes temas: literatura infantojuvenil, memória, tradição, oralidade e estudos pós-coloniais. Além de À sombra do imbondeiro, é também autora do livro infantil Os cachinhos de Cecília.

Serviço:
Lançamento do livro À sombra do imbondeiro de Suelany Ribeiro
Sexta-feira (25) | 21h08
Sebo Casa Azul (Rua 13 de maio, 121. Carmo, Olinda)
Gratuito | Preço do livro: R$ 30

 

 

 

Fonte: http://www.cultura.pe.gov.br

2019-01-25T09:25:44+00:00 janeiro 25th, 2019|Notícias|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário